Saiba mais sobre a lei da atração, e de que forma a compreensão da mente auxilia na conquista de sonhos

 

Com frequência, o cinema e a TV retratam um amor que cativa e emociona, fazendo com que as pessoas desejem viver esse sentimento. No entanto, quando não têm em suas vidas esse amor retratado nas telas, elas criam expectativas e se frustram. Para a psicoterapeuta, Maura de Albanesi, antes de buscar uma relação que enche a alma de vigor, é preciso, primeiramente, amar-se e cercar-se de pensamentos que estimulam essa conquista.

“Tudo o que buscamos no outro precisa existir dentro de nós. Temos também de nos despir de sentimentos de fracasso e impossibilidade. Esses são passos importantes para projetar nossa mente e conquistarmos o que desejamos, por meio da lei da atração, que está ligada profundamente ao que pensamos e sentimos”, pontua ela. De acordo com a especialista, esses conceitos são fatores que influenciam a realidade, como até a própria física quântica atesta.

Física quântica e o pensamento

A física quântica é um ramo da ciência que estuda as partículas compostas por átomos, que produzem radiação eletromagnética invisível aos olhos, mas que se propaga ao universo, que é todo feito de energia. E o pensamento é também uma partícula eletromagnética, que se conecta a esse mesmo universo e cria a realidade, segundo o físico norte-americano Walter Zajac, em seu artigo, no site SelfGrowth.

Um dos indícios que faz analogia à física, pensamento e realidade tem a ver com o seguinte cenário: o elétron, que se movimenta sem cessar – de um lado para outro – consegue parar quando é observado através de um microscópio, num laboratório científico. Neste caso, o cientista focou sua atenção no elétron e houve alteração da realidade, quando a partícula subatômica parou de se movimentar.

O pensamento é poderoso

Zajac cita que o pensamento é poderoso. Para ele, à medida que o indivíduo pensa e observa algo são emitidas ondas magnéticas (vibrações), que podem ser positivas ou negativas. Sem os pensamentos, não haveria a lei da atração, porque ao pensar, a pessoa se liga ao universo, onde as vibrações e energias circulam, atraindo situações. “Isso significa que tudo começa dentro de nós. Dependendo da forma como o cérebro e mecanismo agem, a pessoa atrai para si contextos que podem ser benéficos ou maléficos”, afirma Maura.

Pensamento e o DNA

E o sentimento, de fato, tem muito poder, inclusive, influenciando até na qualidade do DNA, segundo estudos do The HeartMath Institute, da Cailfórinia (EUA). Com base nos levantamentos, sentimentos de amor e gratidão contribuíram para ampliar o DNA e aumentar a imunidade em 300 mil vezes, enquanto que sentimentos de medo, raiva e estresse propiciaram redução do DNA, além de diminuição de códigos genéticos, tendo impacto negativo à saúde e ao cérebro, como observa o médico, Lisandro Lambert, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O levantamento do instituto norte-americano, coordenado pelo pesquisador Gregg Braden, avaliou o DNA na placenta humana. Foram distribuídas amostras do tubo de ensaio com parte do material genético. Os participantes tiveram de gerar sentimentos. Os resultados, então, comprovaram que enquanto sentiam amor e felicidade, isso contribuiu para o aumento na extensão do DNA, trazendo mais atividade aos códigos.

Em situações opostas, com sentimentos de raiva e tristeza, notou-se encolhimento do DNA e muitos códigos também foram apagados. Num segundo momento do experimento, houve melhora no quadro, mas apenas quando os participantes focaram em sentimentos positivos.

Combater as barreiras mentais

Artigo do site de ciência e bem-estar MindBodyGreen, dos Estados Unidos, cita que as pessoas têm de 50 mil a 70 mil pensamentos inconscientes por dia, dos quais cerca de 80% são negativos. “Esse fato mostra que o cérebro humano preferencialmente digitaliza e armazena as experiências negativas, então, o desafio é construir, conscientemente, uma mente que vibra positivamente”, explica Maura.

Dessa forma, ela ressalta que, basicamente, a pessoa precisa conhecer os mecanismos de suas mentes e combater os bloqueios e barreiras mentais, pensamentos negativos em relação à conquista do objetivo. “Você deseja um amor, mas tem aquele pensamento que forma um bloqueio. É preciso equalizar essas sensações, mas isso é um hábito que se conquista com treino, pois será preciso treinar a mente. Inclusive, a lei da atração não é uma varinha mágica. Para que ela funcione, a mente precisa lidar com as barreiras, crenças, limites e medos que desencorajam as pessoas a buscarem seus sonhos. A pessoa precisa reprogramar e entender a mente, para se beneficiar”, explica ela.

Maura ressalta que a partir do momento em que o ser humano consegue lidar com os seus sentimentos, vibrações e obter compreensão sobre o funcionamento do cérebro e sua relação com o universo, ela se mantém preparada para colocar em prática todos os mecanismos que a ajudarão a concretizar seus desejos.

Pilares do poder mental

Maura ainda enfatiza que ao trabalhar o poder mental, a pessoa modifica as vibrações que a cercam: “Resumindo, quando mergulhamos nas energias positivas, emanamos alegria, resgatamos nossa essência, autoestima e nutrimos o sentimento de capacidade e autoconfiança. Com esses pilares, temos motivação e coragem para conquistar nossos objetivos”.

Para ativar a projeção mental, a especialista indica três dicas práticas:

1 – Criar uma tela mental do seu objetivo. Isso significa visualizar situações que deseja, com o máximo de detalhes possíveis, a mente cria a realidade, mas ela acontece primeiro internamente. Quando temos um objetivo, o cérebro já cria as conexões necessárias.

2 – Trazer o sentimento a essa realidade. Por exemplo, ao imaginar que está ao lado do ser amado, entregue-se às sensações e sentimentos propiciados. E por meio desses sentimentos nós nos comunicamos com a nossa mente, que vibra e emana essas cargas elétricas ao universo.

3 – Questionar-se: quem se beneficiará com o seu sonho? Neste passo, é muito importante identificar os beneficiados com a conquista do seu sonho. Por exemplo, ao encontrar um amor, a sua felicidade também proporcionará alegria às pessoas que te amam e te querem bem.

Fonte: Maura de Albanesi é mestre em Psicologia e Religião pela PUCSP e desenvolveu o programa Academia da Mente – www.mauradealbanesi.com.br/academiadamente

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY